Pedidos de demissão batem recorde em março, aponta estudo


Publicado em 12/05/2022 | Lido 24 vezes | Escrito por Gilmar Ribeiro


Pedidos de demissão batem recorde em março, aponta estudo

O mercado de trabalho registrou recorde em pedidos de demissão de trabalhadores brasileiros no mês de março deste ano. Do total de 1.816.882 desligamentos registrados em março, 603.136 foram voluntários, ou seja, a pedido do trabalhador – o equivalente a 33,2% do total. Isso em meio a um desemprego que atinge 12 milhões de brasileiros.

O levantamento foi feito pela LCA Consultores, que levou em conta os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). E o resultado trata-se do maior número de demissões a pedido em um único mês desde janeiro de 2020, início da série histórica do Caged com a metodologia atual de contagem de vagas.

O setor que mais registrou pedidos de demissões em março foi o de alojamento e alimentação, seguido das atividades administrativas e serviços complementares. Os que menos registraram desligamentos voluntários foram o de organismos internacionais de outras instituições extraterritoriais, e de eletricidade e gás.

Em fevereiro, que era o recorde até então, foram 560.272 demissões voluntárias, de um total de 1.684.636, o que também equivale a 33,2%. Comparando o mês de março de 2021 com o deste ano, o aumento no pedido de demissões foi de 38%. Já em fevereiro em relação ao mesmo período do ano passado, o aumento havia sido de 24%.

Fonte: Blog da Resenha Geral

Comente sobre o que leu e compartilhe