Iniciado período de imunização do rebanho contra febre aftosa


Publicado em 03/05/2021 | Lido 82 vezes | Escrito por Daniel Costa


Iniciado período de imunização do rebanho contra febre aftosa

A partir do dia 1° de maio começou a primeira etapa da campanha de vacinação contra febre aftosa de 2021, quando todo rebanho bovino e bubalino – “de mamando a caducando” – deve ser vacinado.

O prazo para a vacinação vai até o dia 31 de maio e, como a maioria dos produtores já sabe, a declaração deve ser feita até 15 dias depois da data de aplicação da vacina e pode ser pelo site da Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB), www.adab.ba.gov.br, nas revendas de vacina, sindicatos rurais ou no escritório da ADAB mais próximo.

Muitos produtores se questionam até quando vão ter que fazer a vacinação de seus rebanhos contra febre aftosa e há uma razão muito forte para que esse questionamento seja cada vez mais frequente, que é o fato de a Bahia não registrar casos da doença, há quase 25 anos. Nosso Estado já possui a Certificação Internacional de Zona Livre de Febre Aftosa com vacinação e a ADAB, em uma feliz e indispensável parceria com os produtores baianos não tem poupado esforços para manter os índices de vacinação acima de 90%, cumprindo, assim, uma das metas exigidas para que o território baiano se torne LIVRE SEM VACINAÇÃO.

Respondendo à dúvida dos produtores, existe uma previsão para a vacina deixar de ser aplicada em 2022, entretanto, para isto, é preciso não só seguir com os índices de vacinação elevados, mas também fazer o RECADASTRAMENTO OBRIGATÓRIO de todas as propriedades rurais produtivas da Bahia. O recadastramento foi iniciado no dia 01/02/2020 e teve o prazo prorrogado por duas vezes, sendo 30/06/2021 o último dia para sua realização. Para fazer o recadastramento, basta comparecer ao escritório da ADAB do Território onde se localiza a propriedade, com o FORMULÁRIO DE RECADASTRAMENTO preenchido e assinado e as originais e cópias dos documentos pessoais, comprovante de residência e de todos os documentos da propriedade, que o/a produtor(a) tiver. O formulário de recadastramento e a relação de documentos necessários podem ser retirados em um dos escritórios da ADAB ou solicitados pelo e-mail cadastro.pecuario@adab.ba.gov.br.

Este é um momento mais que propício para o fortalecimento da parceria entre ADAB, Produtores, Profissionais Autônomos, Associações, Cooperativas, Sindicatos, Secretarias de Agricultura, Revendedores de produtos agropecuários Prefeituras e todos os envolvidos no setor produtivo da pecuária, no sentido de reunir esforços para colocar o nosso estado em uma melhor posição de competitividade, promovendo o aumento das exportações e, consequentemente, uma maior valorização de nossa produção agropecuária.

Por Luiz Eduardo Pedreira (Técnico em Fiscalização Agropecuária da ADAB e atua no Território do Sudoeste Baiano)

Olá! É muito bom ver você aqui. Colabore com o site deixando uma mensagem sobre a notícia que acabou de ler. Sua opinião é muito importante para nós!