Manobra de Heimlich: conheça procedimento que pode salvar vidas


Publicado em 10/06/2024 | 37 Impressões | Escrito por Renato Abreu


Manobra de Heimlich: conheça procedimento que pode salvar vidas

A técnica ajuda a desobstruir a passagem de ar durante um engasgo e pode ser feita em bebês, crianças e adultos

A influenciadora Clara Maia compartilhou em suas redes sociais um vídeo do momento em que seu filho, José, de 2 meses, se engasga com leite. Para salvar o bebê, ela realiza uma técnica de desengasgo chamada Manobra de Heimlich. O método serve para desobstruir as vias aéreas, aumentando a pressão no abdômen e tórax, ajudando a pessoa a expelir o objeto que obstruir a passagem de ar.

O engasgo é uma manifestação do organismo para expelir um alimento ou objeto que pode ter obstruído as vias aéreas durante a deglutição (ato de engolir). Ele acontece quando o objeto se encaminha para a traqueia, que permite a passagem de ar.

Ao engolirmos, a epiglote, uma estrutura localizada atrás da língua, se fecha, bloqueando a passagem do alimento para os pulmões e encaminhando-o para o estômago. Quando essa válvula não bloqueia a passagem da comida, bebida ou objeto, pode levar ao engasgo.

Em casos graves, engasgar pode deixar a pessoa inconsciente ou, até mesmo, levar à morte por asfixia. Agir rapidamente pode ser uma forma de evitar complicações sérias, incluindo o uso de técnicas como a Manobra de Heimlich.

Como a manobra de Heimlich é feita?

Em adultos, a manobra de Heimlich deve ser feita se a pessoa estiver consciente. O socorrista deve aproximar-se por trás, usando os braços para envolver o abdômen de quem está engasgando. Juntando as duas mãos, com a mão direita fechada sob a esquerda, é feita uma pressão na região entre o umbigo e o osso esterno (localizado em frente ao tórax). Essa pressão deve ser feita para cima e para dentro, até que o alimento ou objeto seja expelido.

Já em crianças pequenas, o procedimento é o mesmo, mas o socorrista pode realizá-lo ajoelhado ou sentado com a criança no colo, para facilitar a manobra.

imagem

Manobra de Heimlich em bebês é feita de forma diferenciada

Em bebês, o procedimento deve ser feito de uma maneira diferenciada. Segundo o Manual MSD, o bebê deve ser posicionado com a boca para baixo, com o peito apoiado sobre o antebraço do socorrista e com a cabeça mais baixa do que o corpo. O socorrista deve fazer batimentos entre as escápulas cinco vezes, utilizando a palma da mão, de forma firme, mas tomando o cuidado para não machucar o bebê.

Em seguida, a pessoa que está realizando a manobra deve examinar a boca da criança e retirar qualquer objeto visível. Se as vias aéreas continuarem obstruídas, deve-se colocar o bebê virado para cima, com a cabeça para baixo, e empurrar com o dedo indicador e o médio para dentro e para cima sobre o esterno do bebê.

Depois, é preciso examinar novamente a boca da criança para procurar algum objeto visível. O socorrista deve realizar o procedimento quantas vezes for necessário — o choro é um bom sinal de recuperação.

O Corpo de Bombeiros de São Paulo adverte que essas medidas só devem ser realizadas se a criança estiver consciente. Caso não esteja, é necessário procurar ajuda médica com urgência.

Fonte: CNN Brasil.

 

 

 

Clique no botão abaixo para entrar no grupo
Entre no grupo o TR Notícias
Clique no botão abaixo e siga o TR Notícias no Instagram
Seguir no Instagram